Executivo
Covid-19 mata o quinto prefeito paraibano desde o início da pandemia
05/06/2021 13:51
Suetoni Souto Maior
Gilson Lima tinha 48 anos e não resistiu às sequelas da Covid-19. Foto: Divulgação

O prefeito Gilson Lima (Cidadania), de Riacho de Santo Antônio, entrou neste sábado (5) para a estatística dos mortos pela Covid-19 na Paraíba. Ele é o quinto gestor no exercício do mandato a morrer vítima da pandemia que já consumiu 7.791 almas no Estado. O chefe do Executivo estava internado no Hospital Pedro I, em Campina Grande, em tratamento contra a doença, mas não resistiu. Lima tinha apenas 46 anos de idade e foi eleito no ano passado com 1.169 votos, o equivalente a 56,67% do total de sufrágios depositados nas urnas no município.

Antes de Gilson Lima, outros quatro prefeitos faleceram. Um deles apresentou muita semelhança com o caso chefe do Executivo de Riacho de Santo Antônio. Foi o caso do prefeito de Pitimbu, Jorge Luiz (PDT), o Jorge do Povão. Ele também era muito jovem. Tinha apenas 43 anos quando foi internado, em março, e não resistiu aos às sequelas causadas pela doença. Ainda neste ano, morreu a prefeita Francisca Chagas, de Coremas. Ela era popularmente conhecida por Chaguinha.

Antes dos três, no primeiro ano da pandemia, morreu Zenóbio Toscano, de Guarabira, e Manoel da Lenha, de Ingá. Zenóbio fazia tratamento contra o câncer e teve o quadro agravado por causa da Covid-19. Ele faleceu em junho do ano passado. O prefeito de Ingá faleceu um mês depois. Os dois estavam no último ano de mandato e acabaram sendo as primeiras vítimas entre os prefeitos paraibanos.

As mortes seguidas de prefeitos paraibanos fizeram com que o presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho, aderisse a uma campanha nacional que visa inserir os prefeitos no grupo prioritário para a vacina. O argumento, para isso, é que os gestores integram a linha de frente no enfrentamento da pandemia.

No caso de Riacho de Santo Antônio, o vice-prefeito Marcelo Barros (Avante), conhecido como Marcelo do Fabrico, também testou positivo para a doença, mas já se recuperou, retornando às atividades. Ele deve ser empossado no cargo.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://chat.whatsapp.com/LjSHneKlLUKKzBM0oa0Lpd

Palavras Chave