Judiciário
Zé Ramalho proíbe Sérgio Reis de usar ‘Admirável gado novo’ em seu CD
22/08/2021 09:39
Suetoni Souto Maior
Zé Ramalho gravou participação em CD em 2019 e pediu para que o trabalho não seja divulgado. Foto: Reprodução/TV Globo

O cantor e compositor paraibano Zé Ramalho desautorizou o também cantor Sérgio Reis a usar a canção “Admirável gado novo” em trabalho que vinha sendo composto pelo artista sertanejo. A decisão ocorre em meio às acusações de envolvimento de Reis com suposto plano para invadir o Supremo Tribunal Federal (STF) e “arrancar” ministros da Corte de lá “à força”. O artista pediu desculpas pelos áudios que convocavam as pessoas para manifestações em Brasília, na Praça dos Três poderes. Ele se tornou alvo de operação da Polícia Federal na última sexta-feira (20).

Segundo a PF, a operação contra Sergio Reis, Otoni de Paula e os outros nove investigados apura “eventual cometimento do crime de incitar a população, por meio das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a democracia, o Estado de Direito e suas instituições, bem como contra os membros dos Poderes”. A alegação da Procuradoria-Geral da República (PGR) é de que as articulações tinham como objetivo desestabilizar as instituições democráticas.

Com a decisão de Zé Ramalho, ele deixará de participar do álbum previsto para ser lançado por Reis ainda 2021 e uma das faixas seria uma parceria de ambos cantando a canção. Ramalho se junta a Maria Rita, Guilherme Arantes e Guarabyra, que anunciaram suas desistências durante a semana e não mais participarão do disco de Reis. O artista sertanejo deu declarações na semana passada na linha de que os shows que faria neste ano estão sendo cancelados e, inclusive, a participação dele em comerciais.

Veja a nota de Zé Ramalho na íntegra:

Embora o artista Zé Ramalho tenha participado como convidado na gravação da canção “Admirável gado novo”, no disco do cantor Sérgio Reis em maio de 2019, agora em 2021 a gravação perdeu o sentido e tanto o compositor quanto sua editora não autorizarão a utilização da obra.

Solicitamos ao escritório do cantor Sérgio Reis que não utilize o fonograma de forma alguma. Pedimos ainda que se abstenha de usar por meios radiofônicos, eletrônicos ou qualquer outro, para que esta faixa não seja veiculada de forma alguma. O artista declara que é tudo que tem a dizer sobre esse assunto e não mais se pronunciará.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave