Executivo
Petistas preparam festa para a filiação de Ricardo Coutinho
13/09/2021 09:05
Ricardo Coutinho tentará a eleição para o Senado no ano que vem. Foto: Divulgação

O martelo foi batido. A filiação do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) ao Partido dos Trabalhadores ocorre agora na segunda quinzena de setembro. A data exata ainda não foi fechada, mas a expectativa da direção nacional é que ela seja marcada por um grande ato de filiação. Junto com Coutinho estarão os deputados estaduais Jeová Campos, Estela Bezerra e Cida Ramos, além da ex-prefeita do Conde, Márcia Lucena. A filiação dos deputados, no entanto, será simbólica por enquanto. Eles ainda vão ter que esperar a janela partidária, no ano que vem.

O movimento de aproximação de Coutinho com o PT ocorre no pior momento da carreira política do socialista, que deixou o PT paraibano para se filiar ao PSB há quase 20 anos. A chegada dele divide o partido, com várias lideranças importantes da sigla brigando para levar a sigla para a base de apoio à reeleição do governador João Azevêdo (Cidadania). Coutinho volta por meio de uma articulação abençoada pelo presidente estadual da agremiação, Jackson Macedo, e com a anuência da presidente nacional, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PR).

A vinda de Coutinho coincide com o esforço de rejuvenescimento do partido. Um trabalho de base vem sendo feito também para fortalecer a juventude da sigla. Ocorre também depois da degradação da relação com a direção nacional do PSB e dos prejuízos políticos surgidos em decorrência da operação Calvário, do Ministério Público da Paraíba, e que tem o ex-governador como um dos principais alvos das investigações. A expectativa da direção petista é que estes problemas sejam superados.

Ricardo Coutinho foi um dos principais apoiadores da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) no momento mais duro da vida política dela, durante o processo de impeachment. A chegada dele é referendada, por isso, pelo ex-presidente Lula. Ele conseguiu o apoio do petista e se prepara para disputar as eleições, mesmo que a preço de hoje precise de um efeito suspensivo para superar a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o tornou inelegível no ano passado. A data da filiação deve ser divulgada nos próximos dias.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave