Judiciário
Lesa Pátria: influencer e ex-secretário de Bayeux foi o preso na Paraíba por suposta participação em atos golpistas
17/08/2023 08:56
Suetoni Souto Maior
Rodrigo Lima tem 133 mil seguidores no Instagram e é apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução/Instagram

O influencer Rodrigo Lima, ex-secretário de Comunicação da Prefeitura de Bayeux, foi preso na manhã desta quinta-feira (17), em João Pessoa. Ele foi um dos 10 alvos das priões preventivas autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Além da prisão do ex-auxiar do ex-prefeito Berg Lima, dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Estado pela Polícia Federal, todos fazem parte da 14ª fase da Operação Lesa Pátria. Rodrigo também foi candidato a vereador na capital em 2016, mas não conseguiu ser eleito. As informações foram veiculadas pelo Clickpb e confirmadas pelo blog.

Ao todo, estão sendo cumpridos 10 mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Supremo Tribunal, nos estados da Bahia, Goiás, Paraíba, Paraná, Santa Catarina e no Distrito Federal. Os fatos investigados constituem, em tese, os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido e crimes da lei de terrorismo.

Os alvos desta fase são suspeitos de terem fomentado o movimento violento chamado de “Festa da Selma”, que era, em verdade, codinome previamente utilizado para se referir às invasões. O termo Festa da Selma foi utilizado para convidar e organizar transporte para as invasões, além de compartilhar coordenadas e instruções detalhadas para a invasão aos prédios públicos. Recomendavam ainda não levar idosos e crianças, se preparar para enfrentar a polícia e defendiam, ainda, termos como guerra, ocupar o Congresso e derrubar o governo constituído.

As investigações continuam em curso e a Operação Lesa Pátria se torna permanente, com atualizações periódicas acerca do número de mandados judiciais expedidos, pessoas capturadas e foragidas.

Mandados de prisão preventiva:

2 no Distrito Federal

2 em Goiás

1 na Paraíba

2 no Paraná

3 em Santa Catarina


Mandados de busca e apreensão:

1 na Bahia

2 no Distrito Federal

2 em Goiás

2 na Paraíba

2 no Paraná

7 em Santa Catarina

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave