Executivo
Governadores evitam tensionamento e querem agenda propositiva com presidente, Congresso e STF
23/08/2021 14:10
Suetoni Souto Maior
João Azevêdo participou da reunião de forma remota. Foto: Divulgação/Secom-PB

O governadores de 24 estados e do Distrito Federal decidiram não entrar em bola dividida entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e Congresso. A reunião convocada pelo Fórum de Governadores do Brasil discutia a edição de uma nota em defesa da Suprema Corte, mas não houve acordo sobre isso. O consenso final foi a busca por ações que visem a normalidade democrática e o bom funcionamento das instituições.

De acordo com o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), os gestores decidiram solicitar agendas com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e com os presidentes do Senado e da Câmara Federal, Rodrigo Pacheco e Arthur Lira, respectivamente, e com o Supremo Tribunal Federal (STF) para discutir medidas sociais e econômicas, além de matérias de interesse dos estados que tramitam no Congresso Nacional e na Suprema Corte.

Eles também defenderam o Pacto pela Vida, a partir de ações para controlar a disseminação de variantes do coronavírus, ampliar a vacinação no país e garantir a assistência em saúde das pessoas com sequelas da Covid-19, bem como o trabalho integrado para o retorno das aulas presenciais.

“Nós queremos manter um ambiente institucional em todos os níveis de governo, por isso, estamos solicitando audiências com a Presidência da República, com os presidentes do Congresso Nacional e do STF para avançarmos em pautas de interesse da sociedade e defendidas pelos governadores”, comentou o governador João Azevêdo.

Ele também evidenciou a importância de manter o diálogo com as instituições. “Estas audiências têm como objetivo criar um ambiente institucional que permita o retorno das discussões das pautas de interesses de toda sociedade, o que, sem dúvida alguma, é o que a população espera: ter de volta a esperança de ver um país melhor”, acrescentou.

Dos 27 governadores, apenas dois não tinham confirmado presença até a tarde deste sábado (21):

. governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e
. governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL).

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave