Executivo
Chamado de “falso profeta” por Wellington Roberto, Sérgio Queiroz recebe a solidarieda da Associação de Pastores
31/05/2022 16:23
Suetoni Souto Maior
Sérgio Queiroz foi chamado de "falso profeta" por Wellington Roberto. Foto: Divulgação

Os ataques do deputado federal Wellington Roberto (PL) ao pastor Sérgio Queiroz, pré-candidato ao Senado pela Paraíba, gerou desconforto entre evangélicos. Queiroz foi chamado de “falso profeta” e “pregador de ódio” pelo parlamentar, que tem o filho, Bruno Roberto (PL), entre os potenciais adversários do pastor na disputa pela vaga na Casa Alta. Os ataques foram classificados como “infames”, “vexatórias” e “indecorosas” pelos representantes da Associação de Pastores do Estado da Paraíba (APEP), em nota divulgada nesta terça-feira (31).

Na nota, a associação repudia “com veemência a insensata, infundada e indecorosa acusação” feita ao pastor Sérgio Queiroz “pelo Sr. Wellington Roberto, quando quis lançar-lhe a pecha de “Falso Profeta”. Essa afronta atinge não somente o Pr. Sérgio Queiroz, mas também toda a classe pastoral, forçada a sobreviver continuamente debaixo desses preconceitos velados, acusações vexatórias e infames”.

Além de externar solidariedade ao pastor Sérgio Queiroz diante dos ataques classificados por eles como energúmenos e sem qualquer lastro de verdade, a nota da Associação de Pastores do Estado da Paraíba acrescenta ainda que os membros da APEP “são testemunhas oculares da hombridade e da ilibada reputação do pastor Sérgio Queiroz”.

Na nota pública, a Associação de Pastores do Estado da Paraíba (APEP) afirma ainda que a “afronta” do deputado federal Wellington Roberto “atinge não somente o Pr. Sérgio Queiroz, mas também toda classe pastoral, forçada a sobreviver continuamente debaixo desses preconceitos velados, acusações vexatórias e infames”.

A APEP exige “respeito e hombridade aos homens de Deus, que tem um testemunho público de honra e fidelidade aos princípios éticos e morais imprimimos pelo Cristianismo”. A nota encerra reafirmando “o respeito e admiração que tem pelo Procurador e Pastor Sérgio Queiroz por seus inúmeros serviços prestados à Paraíba e ao Brasil”.

Veja na íntegra a Nota de repúdio Associação de Pastores do Estado da Paraíba (APEP):

“A Associação de Pastores do Estado da Paraíba (APEP) vem, em nota, externar a sua solidariedade ao Pr. Sérgio Queiroz, membro de nossa Associação. Como testemunhas oculares de sua hombridade e de sua ilibada reputação, repudiamos com veemência a insensata, infundada e indecorosa acusação feita ao mesmo, pelo Sr. Wellington Roberto, quando quis lançar-lhe a pecha de “Falso Profeta”.

Essa afronta atinge não somente o Pr. Sérgio Queiroz, mas também toda classe pastoral, forçada a sobreviver continuamente debaixo desses preconceitos velados, acusações vexatórias e infames.

Pedimos aqui, respeito e hombridade aos homens de Deus, que tem um testemunho público de honra e fidelidade aos princípios éticos e morais imprimimos pelo Cristianismo.

Ao Pr. Sérgio Queiroz, nossa nossa destra de comunhão.

Nesta direção somente, e distante questões políticas partidárias, a APEP vem reafirmar o respeito e admiração que tem pelo Procurador e Pastor Sérgio Queiroz por seus inúmeros serviços prestados à Paraíba e ao Brasil.”

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave