Executivo
“BBB da propina”: uma sala, políticos, dinheiro desviado e muitas imagens nas mãos da “justiça”
07/03/2022 20:23
Suetoni Souto Maior
Dinheiro virá, principalmente, do cotão eleitoral. Foto: Divulgação/ABr

Lá se vai mais de uma década da operação Caixa de Pandora. Alguém lembra? Ela terminou com a cassação do então governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, em 2009. A polícia revelou que o então secretário de Relações Institucionais do DF, Durval Barbosa, recebia autoridades em uma sala, pagava propina e filmava tudo. O que pouca gente sabe é que algo bem parecido estava acontecendo aqui, em terras paraibanas.

O foco do problema é um município do interior, cujo nome é mantido em sigilo, pelo menos por enquanto. No caso paraibano, assim como ocorreu em Brasília, o responsável pela distribuição das propinas gravou tudo. Tudinho. Tintim por tintim.

Há fartas imagens de vereadores e até deputados recebendo dinheiro. O que o “brother” responsável pela captura das filmagens não contava era que o PC onde ele guardava tudo iria parar nas mãos da Justiça. Um verdadeiro mangaio de imagens…

Informações obtidas pelo blog dão conta de que as imagens deixam muito claro não apenas quem entregava as propinas, mas também quem era cada uma das pessoas que recebiam. Estima-se que esquema teria tido duração ininterrupta de três anos, segundo as análises iniciais.

Os fios soltos estão sendo conectados e não vai demorar muito para que os “brothers” deem de cara com o paredão. Haja coração…

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave