Executivo
TCE rejeita contas e imputa R$ 1,2 milhão de débito contra ex-prefeita presa pela PF
12/05/2021 18:21
Suetoni Souto Maior
Cláudia Dias coleciona problemas relacionados ao período em que foi prefeita. Foto: Divulgação

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) imputou débito de R$ 1,2 milhão contra a ex-prefeita de Monte Horebe, no Sertão, Cláudia Aparecida Dias. Ela teve rejeitadas as contas relacionadas ao exercício de 2014. A ex-gestora é a mesma que foi presa em 2016, durante a deflagração da terceira fase da operação Andaime. A ação, na época, apurou prática de fraudes licitatórias e desvio de dinheiro público por meio de empresas “fantasmas” e parceiras para dar aparência de legalidade às contratações.

O caso analisado pelo TCE, no entanto, se deteve a apuração de irregularidades como gastos excessivos na aquisição de combustíveis, pagamentos por serviços contratados sem a devida contraprestação dos serviços e falta de recolhimento de contribuições previdenciárias. Os conselheiros do TCE também não encontraram a comprovação de serviços de coleta de resíduos sólidos, além de excesso de pagamentos em obras públicas. O caso teve como relator o conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo.

Segundo o relator, várias das irregularidades apontadas decorreram de denúncias que foram devidamente apuradas pelo órgão técnico do TCE, inclusive com a realização de inspeções in loco e anexação de fotos nos autos do processo. Na soma do valor imputado, no montante de R$ 1.225.550,94, constam débitos que deverão ser responsabilizados a várias empresas, solidariamente com a ex-prefeita, conforme relacionados nos autos.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://chat.whatsapp.com/LjSHneKlLUKKzBM0oa0Lpd

Palavras Chave