Judiciário
Sistema do Gaeco garante quase 100 prisões de criminosos neste mês. Tem nova operação na rua neste sábado
29/04/2023 12:28
Suetoni Souto Maior
Operação cumpre mandados em João Pessoa e em Patos, no Sertão. Foto: Divulgação/MPPB

Uma operação desencadeada em conjunto pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba, e pelas Polícia Militar (PM) e Civil cumpre mandados de prisão contra 25 pessoas, neste sábado (29). Os esforços fazem parte da operação Trabalho, em alusão ao feriado do Dia do Trabalhador, comemorado nesta segunda-feira (1º). A lista de presos, contabilizando outras prisões neste mês, chega perto de 100 criminosos, todos com mandados de prisão em aberto. Os delitos mais comuns são roubos, furtos, arrombamentos, lesão corporal, estupro e porte ilegal de armas.

De acordo com o coordenador do Gaeco, Octávio Paulo Neto, as operações são fruto de cruzamentos de dados feitos por sistema de inteligência do Ministério Público da Paraíba (MPPB). São pessoas que apesar de procuradas pelo sistema de Justiça, estavam tendo vida normal e muitos deles cometendo novos crimes. Além da operação deste sábado, foi realizada neste mês a operação Semana Santa, quando foram efetudas 63 prisões com ajuda também da PM e da Polícia Civil.

Desde o ano passado, o Gaeco e as polícias civil e militar vêm atuando para levar os suspeitos de volta para a prisão. Em 2022, uma varredura no sistema detectou casos de vários servidores públicos que foram condenados por crimes comuns, tinham mandados de prisão em aberto, mas continuavam levando uma vida normal. Um deles, um motorista condenado por estupro, trabalhava normalmente conduzindo um ônibus de estudantes na cidade de Bayeux. A lista também incluía médico e servidores de cargos administrativos em prefeituras e câmaras municipais.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave