Executivo
Os sinais de Romero são inequívocos: será candidato a prefeito contra Bruno
12/02/2024 10:54
Suetoni Souto Maior
Romero Rodrigues e Bruno Cunha Lima durante a campanha de 2020. Foto: Divulgação

O deputado federal Romero Rodrigues (Podemos) gerou burburinho no meio político, neste Carnaval, após postar vídeo em que um homem fala na rua que o parlamentar vencerá as eleições, em Campina Grande, caso decida enfrentar o ex-pupilo e atual prefeito, Bruno Cunha Lima (União Brasil), nas urnas. Este fato, no entanto, é apenas mais um dos vários sinais que Rodrigues vem dando sobre a possibilidade de entrar na disputa. Algumas coisas pesam muito a favor disso: ele deixou a prefeitura com grande avaliação positiva, tem aliados potenciais e muito assédio de partidos.

Daí alguém mais apressado pode perguntar: mas o que, afinal, está faltando para ele se lançar como candidato? A resposta é simples: ele espera o tempo próprio para isso. Romero tem sido pressionado de todos os lados para se lançar numa candidatura que não seria, a preço de hoje, uma aventura. O parlamentar tem condições plenas de liderar um grande grupo para disputar o pleito com Bruno Cunha Lima. O governador João Azevêdo (PSB) já deu todos os sinais de que poderá apoiar a candidatura dele. Espera apenas por uma confirmação.

Mas por que cargas d’água Romero não anuncia logo que é candidato? A resposta simples. Não faz isso porque tem tempo e, como diz a tradição, não precisa ter pressa. O prazo para eventual mudança de partido é abril. Mas se ele quiser permanecer na sigla atual, terá ainda mais tempo para definir o seu destino. E mais tempo é importante porque a dúvida da candidatura blinda o provável candidato em relação a potenciais adversários. Ele não será atacado pelo grupo de Bruno até ter o nome consolidado para a disputa eleitoral. E isso não é pouco. São quase cinco meses de armistício alimentado pela dúvida do apoio ou da candidatura.

De mais a mais, o que se tem visto em declarações de bastidores e em gestos é que Romero Rodrigues não quer proximidade com Bruno. Ele se deixou fotografar com o prefeito apenas quando a boa educação indica que ficaria feio fugir. Aliados do deputado não cansam de citar episódios em que gestos do atual prefeito irritaram o parlamentar. Falam até em suposta tentativa de minar as bases de Romero quando ele disputou vaga na Câmara dos Deputados, apoiando potenciais adversários. O fato é que a relação se desgastou a tal ponto desde a posse de Bruno na prefeitura que poucos ousam falar em reconstrução de aliança.

O fácil de prever é que Romero será candidato. A única questão agora é saber quando isso será oficializado.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave