Executivo
João Azevêdo participa de reunião dos governadores em defesa da democracia
21/08/2021 16:51
Suetoni Souto Maior
João Azevêdo participará de discussão sobre a defesa da democracia. Foto: Divulgação/Secom-PB

O governador João Azevêdo (Cidadania) participa de reunião dos governadores do Brasil voltada para a defesa da democracia. O movimento ocorre no momento em que apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se mobilizam para ato em defesa do fechamento de instituições democráticas. Pelo menos 24 gestores marcarão presença no evento, que vem sendo articulado pelos governadores Wellington Dias (Piauí) e João Dória (São Paulo), do PT e do PSDB, respectivamente.

O Fórum Nacional de Governadores será realizado de forma presencial e por videoconferência a partir das 10h, na próxima segunda-feira (23). Apenas Claudio Castro (Rio de Janeiro), Ratinho Jr. (Paraná) e Mauro Carlesse (Tocantins), aliados do presidente, não irão. Os temas a serem abordados são a defesa da democracia e uma pauta pró-sustentabilidade, com a assinatura de compromissos com o clima que permitam aos governos estaduais se candidatarem a financiamentos internacionais.

Nos últimos dias, os apoiadores do presidente e o próprio gestor têm dado declarações na direção de uma ruptura democrática. O movimento ganhou força com a prisão do ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ) por acusações de envolvimento com ameaças a ministros do Supremo. Jefferson tem se apresentado como um dos principais apoiadores do presidente, assim como ocorreu com os presidentes que antecederam o atual gestor.

Ele foi condenado nos processos do Mensalão e do Petrolão. Além de Jefferson, ganhou antipatia dos bolsonaristas outra decisão do ministro Alexandre de Moraes, que determinou operação de busca e apreensão em endereços do cantor e ex-deputado Sérgio Reis. O artista era um dos principais atores dos atos programados para os dias que antecedem as comemorações do 7 de Setembro. O cantor, em áudio vazado, disse que os manifestantes iriam arrancar os ministros à força de dentro do STF. Após as falas se tornarem públicas, ele se disse arrependido.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni

Palavras Chave