Executivo
Jackson Macedo manda recado para Lígia: “ela só terá apoio do PT se oferecer palanque único para Lula”
19/01/2022 12:08
Suetoni Souto Maior
Lígia Feliciano fala em palanque duplo para a disputa eleitoral. Foto: Edson Matos/A União

O presidente estadual do PT, Jackson Macedo, mandou um recado direto para a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT). Segundo ele, só haverá possibilidade de apoio petista para uma eventual candidatura da pedetista se ela garantir palanque único para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A reação petista ocorreu depois de entrevistas da virtual candidata dizendo que poderá oferecer palanque para Lula e para o ex-ministro Ciro Gomes, postulante do seu partido. Diante da afirmativa, os petistas tiraram da gaveta a pré-candidatura do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (ex-PV).

“Para ter o apoio do PT é preciso apoiar Lula, construir uma chapa no campo progressista com prioridade para a indicação de Ricardo Coutinho (ex-governador) para o Senado e sem divisão de palanque”, disse Macedo, acrescentando que a chapa tem que seguir num caminho diverso da construída pelo governador João Azevêdo (Cidadania). O motivo alegado por ele é que o gestor tem na sua base de apoio muitos nomes ligados ao “centrão”. “Não tem como a gente estar com quem não esteja totalmente conosco”, ressaltou, ressaltou.

Jackson Macedo visualizou o cenário de um palanque duplo para dizer que ele não faz sentido. “Ciro Gomes hoje é maior crítico de Lula que de (Jair) Bolsonaro. Daí você imagina um guia eleitoral no qual Lígia Feliciano faça elogios ao legado do ex-presidente e, em seguida, entra a inserção nacional com Ciro Gomes fazendo críticas a Lula?”, indagou o petista. Ele alega que as pesquisas internas indicam a viabilidade de uma candidatura de Lígia, mas que o partido dele não entrará na campanha caso não seja com palanque único.

A indefinição tem feito com que os petistas voltem as atenções novamente para a candidatura de Luciano Cartaxo. O ex-prefeito tem sido crítico à gestão de João Azevêdo. Ele colocou o nome à disposição do partido para a disputa da eleição deste ano, encabeçando a chapa. Cartaxo é lembrado, também, para a disputa de uma vaga para a Câmara dos Deputados. O tema está sendo discutido internamente no partido. Há uma parcela que trabalha por uma aliança com o atual governador, confrontando a direção estadual. A definição sobre os rumos do partido vai depender, também, das costuras em discussão no plano nacional.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni