Executivo
Ecletismo: as loucas combinações de apoios de prefeitos e deputados aos candidatos paraibanos
11/04/2022 11:46
Suetoni Souto Maior
Vítor Hugo vai apoiar Bolsonaro, Veneziano, Efraim e Mersinho. Foto: Plínio Almeida/TV Cabo Branco/G1

Que tal um prefeito anunciar, de uma vez, apoio a Jair Bolsonaro (PL), Veneziano Vital do Rêgo (MDB), Efraim Filho (União Brasil) e Mersinho Lucena (PP)? Esse apoiador eclético existe. É o prefeito de Cabedelo, Vítor Hugo (União Brasil). E o mais curioso e tresloucado nesta história é que ele não é o único. O ecletismo tomou conta das articulações políticas, na Paraíba, e a fuga do “pacote completo” para as eleições virou regra. O dado curioso nessa história de escolha de presidenciável, candidato ao governo, ao Senado e a deputado federal por Vítor Hugo é que elas não conversam entre si.

Jair Bolsonaro não teria Veneziano no palanque, porque ele apoia Lula (PT). Efraim não estaria ao lado de Veneziano, porque ele apoia Pedro Cunha Lima, assim como Mersinho se afastaria de Veneziano e Efraim, porque apoia a reeleição de João Azevêdo (PSB) para o governo e sonha com a candidatura de Aguinaldo Ribeiro (PP) para o Senado. O ecletismo de Vítor Hugo não é muito diferente do que ocorre em Guarabira, onde o prefeito Marcus Diogo (PSDB) se comprometeu com a candidatura do tucano Pedro Cunha Lima para o governo e com a de Bruno Roberto (PL) para o Senado, excluíndo Efraim.

Na base de João Azevêdo, o Republicanos se recusa a votar em Aguinaldo Ribeiro. Eles fecharam parceria com Efraim Filho lá atrás e estão sustentando o projeto, apesar da pressão do progressista. Nesta linha estão os deputados federais Hugo Motta, presidente do partido, e Wilson Santiago, além dos deputados estaduais Wilson Filho, Adriano Galdino e Raniery Paulinho. E olhe que estes são apenas alguns dos exemplos.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni