Executivo
Argentina oferece ajuda humanitária a desabrigados na Bahia, mas governo brasileiro recusa
29/12/2021 23:12
Suetoni Souto Maior
Chuvas deixaram pelo menos 24 mortos. Foto: Isac Nóbrega/PR

O governo brasileiro disse não à oferta de ajuda humanitária feita pela Argentina para os municípios baianos atingidos pelas fortes chuvas que atingem o estado nordestino. A resposta brasileira foi dada através do Ministério das Relações Exteriores, com a garantia de que os esforços comandados pelo Planalto seriam suficientes. Pelo menos 24 pessoas morreram neste mês em decorrência das enchentes. A visão federal, no entanto, é diferente da manifestada na tarde esta quarta-feira (29) pelo governador baiano, Rui Costa (PT). Ele mesmo tinha pedido auxílio ao país vizinho.

“Com a união de esforços, vamos superar este difícil momento. Agora, a missão argentina aguarda a autorização do Ministério das Relações Exteriores para que possam vir à Bahia. Agradeço aos argentinos e peço ao Governo Federal celeridade na autorização para a missão estrangeira”, disse a resposta do Ministério das Relações Exteriores em correspondência enviada à embaixada argentina. As informações são do G1, que teve acesso ao documento expedido pelo governo federal. O Planalto assegura que o Brasil tem recursos humanos e financeiros suficientes para fazer frente à crise.

Em um trecho do documento, o governo federal afirma que os recursos pessoal e financeiro são suficientes, com reserva de R$ 200 milhões para enfrentar a emergência. “Na hipótese de agravamento da situação, requerendo-se necessidades suplementares de assistência, o Governo brasileiro poderá vir a aceitar a oferta argentina de apoio da Comissão Capacetes Brancos, cujos trabalhos são amplamente reconhecidos”, diz outro trecho do documento.

De acordo com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec) da Bahia, 91.258 pessoas desabrigadas ou desalojadas e 629.398 pessoas foram afetadas pela chuva. O número de feridos aumentou de 358 pessoas para 434. Nesta quarta, 136 cidades estão sob decreto de situação de emergência. Na tarde desta quarta-feira, a conta oficial do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais publicou um vídeo mostrando a entrega de mantimentos pelo governo federal ao estado da Bahia, atingido por fortes chuvas na última semana. “Continuamos na Bahia”, escreveu junto com as imagens.

Ajuda humanitária
De acordo com o governo estadual, a Argentina ofereceu envio imediato de dez profissionais especializados nas áreas de água, saneamento, logística e apoio psicossocial para vítimas de desastres. Ainda na publicação, Rui Costa agradeceu ao embaixador Daniel Scioli e à presidente da comissão nacional dos Capacetes Brancos, a embaixadora Sabina Frederic, assim como ao cônsul-geral da Argentina na Bahia, Pablo Virasoro, que oficializou a oferta de ajuda ao governo baiano.

O governador da Bahia está no sul do estado desde o último domingo (26), quando desembarcou em Ilhéus para coordenar o trabalho da força-tarefa do Governo do Estado na região. Ele visitou as cidades de Ipiaú, Ibirataia e Jequié nesta quarta-feira.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://abre.ai/suetoni