Judiciário
908 mortes por Covid-19 em 25 dias na PB e parece que as pessoas enlouqueceram
25/03/2021 20:50
Suetoni Souto Maior
Internamentos têm se multiplicado em vários municípios paraibanos. Foto: Rovena Rosa/ABr

O mês de março caminha para se transformar no mais trágico desde o início da pandemia do novo Coronavírus. Ao todo, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 908 pessoas morreram nos primeiros 25 dias deste mês e, nas ruas, a impressão é que a população enlouqueceu, tamanha a falta de cuidados. Os novos números foram divulgados nesta quinta-feira (25), quando 50 novas mortes foram contabilizadas. Desde o início da pandemia, há um ano, 5.404 almas foram consumidas pela Covid-19.

As mortes, no entanto, não conseguiram fazer com que uma parcela significativa da população assimilasse a necessidade de distanciamento social e uso de máscaras. As aglomerações foram vistas em grandes proporções, no fim de semana, nas feiras-livres de João Pessoa e Campina Grande, só para citar as duas principais cidades do Estado. As irregularidades gritantes são registradas, também, na orla da capital, com as pessoas transitando pelas praias e praças sem o uso de máscara.

O governo do Estado anunciou a antecipação de três feriados, criando um “feriadão” de nove dias que vai ser iniciado neste sábado (27). A expectativa é a de que o Diário Oficial desta sexta-feira (26) traga o conteúdo do novo decreto estadual, com medidas ainda mais restritivas que as anteriores. O medo das autoridades é o de que o período sem trabalho para a maior parte das categorias se transforme em temporada de festas. Há quem defenda que sejam estabelecidas barreiras sanitárias entre os municípios e o fechamento das praias.

Infelizmente, o povo brasileiro, e os paraibanos não fogem à regra, precisa ser tutelado e tratado como se não tivesse discernimento e entendimento do perigo vivido. A nova cepa da Covid-19 em circulação no Estado é muito mais contagiosa que a anterior e muito mais mortal. Mesmo assim, ainda há quem aposte em bobagens como tratamento precoce e histórico de atleta. Ainda há os que pensam que só vai acontecer com os outros. Em meio a tudo isso, muitos inocentes têm perdido a vida.

A ocupação de leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) continua nas alturas no Estado, ultrapassando a casa dos 80%. Na Região Metropolitana de João Pessoa, 92% dos leitos de UTI estão ocupados; em Campina Grande, o índice é de 74%, e no Sertão; 87%. O prefeito Cícero Lucena (Progressistas), de João Pessoa, deve anunciar nesta sexta-feira (26) um novo decreto com mais restrições à circulação das pessoas. Melhor seria se isso não fosse preciso.

Quer receber todas as notícias do blog através do WhatsApp? Clique no link abaixo e cadastre-se: https://chat.whatsapp.com/LjSHneKlLUKKzBM0oa0Lpd

Palavras Chave